Um super-planeta numa mini estrela

Foi encontrada recentemente, uma das estrelas mais pequenas da Galáxia com um planeta gigantesco. Este planeta é cerca de seis vezes mais denso que Júpiter.

Isto levanta a possibilidade que exista ainda mais planetas rochosos, como a Terra, mais perto da estrela.

1

Imagem: NASA / JPL-Caltech.

A estrela em questão é uma anã vermelha chamada VB 10. Durante muito tempo, foi uma das estrelas mais pequenas conhecidas. As anãs vermelhas, são o tipo mais comum de estrelas na galáxia, e são as mais frias. Isto significa que existe uma zona habitável em torno da VB 10 e estará muito mais perto da estrela.– por outras palavras, trata-se duma região em torno da estrela onde a temperatura favorece a existência de água no estado líquido, entre outras condições essenciais à vida. Se existir um planeta tipo Terra, este estará situado entre os gigantes gasosos e a estrela 10 VB.

O que é revolucionário, é a forma como a descoberta é o método pelo qual o planeta foi encontrado. Stuart Shaklan e Steven Pravdo de Jet Propulsion Laboratory da NASA gastaram uma dúzia de anos a olhar não só para o minúsculo espaço de céu onde eles se encontram, mas o percorrendo todo o céu nocturno. Isto é para não ser confundido com o método das velocidades radiais, em que um planeta provoca uma oscilação de uma estrela.

Este novo método foi efectivamente medido numa primeira tentativa, há mais de 50 anos, mas provou-se que as observações e medições feitas eram suficientemente precisas. Agora Pravda e Shaklan têm demonstrado que é possível realizar este trabalho, utilizando um CCD duma câmara de 16-megapixeis montada no telescópio Hale em Monte Palomar, na Califórnia.

“O método é óptimo para encontrar configurações de sistema solar como o nosso, que possa abrigar outras Terras”, diz Pravda.

“Encontramos um Júpiter como o planeta mais ou menos na mesma posição, mas com uma estrela muito menor. É possível esta estrela interior também ter planetas rochosos. E uma vez que, mais de sete em cada dez estrelas são pequenos presentes, isso poderia significar que existem muito mais planetas parecidos com a Terra do que pensávamos.”

Pode ver aqui um vídeo que mostra a oscilação no andamento do VB 10.

2

Uma comparação entre o nosso Sistema Solar e do sistema solar em torno de VB 10. Imagem: NASA / JPL-Caltech.

Site: http://www.nasa.gov/topics/universe/features/C-VB10b-20090528.html

~ por aia2009 em 2 de Julho de 2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: