NASA pode pôr ‘barco’ em Titã

Um grupo de cientistas teve uma ideia arrojada: colocar, em conjunto com a agência espacial norte-americana, uma espécie de barco na lua de Saturno, Titã. O objectivo é explorar os lagos dessa lua e descobrir porque é que eles são formados por compostos de hidrocarbonetos, como o metano, etano e propano. O ‘Barco’ deverá chegar a Titã em Junho de 2023.

Parece uma história digna de um filme, mas esta proposta desafiante já chegou à NASA: colocar um “barco” num dos mares de Titã, uma das luas de Saturno. O objectivo da equipa de cientistas que está por trás da ideia é chegar a Ligeia Mare, uma vasta extensão de metano líquido situada na zona mais a norte da maior lua de Saturno. O nome deste barco é TiME (Titan Mare Explorer).

O conceito será proposto à agência espacial norte-americana para uma das suas futuras missões, onde se irá testar um novo sistema de alimentação energética. Esta poderá ser a primeira exploração de um mar planetário, fora da Terra.

“É algo que pode captar a imaginação”, diz Ellen Stofan, que lidera a equipa de investigação Proxemy Research. “A história da exploração humana na Terra tem sido feita de navegação e exploração marítima. A ideia de que poderíamos explorar pela primeira vez um mar extraterrestre seria inimaginável para a maioria das pessoas”, contou à cadeia de televisão britânica BBC News.

A cientista, que também é professora no University College London, descreveu a ideia da sua equipa no maior encontro anual de cientistas do planeta, o Encontro de Outono da União Americana de Geofísicos.

A ideia de enviar um “barco” até Saturno foi tida após a sonda Cassini, actualmente em órbita no planeta dos anéis, ter confirmado que a lua Titã era um local onde a superfície tem grandes lagos que são alimentados por rios que correm pelos vales sempre que chove.

Em muitos aspectos, Titã faz lembrar a Terra, incluindo na forma como a água circula entre a superfície e a atmosfera, excepto no facto de, nas gélidas temperaturas desta lua, não ser água mas sim hidrocarbonetos líquidos a estarem em constante circulação.

Os dados revelados pelo Cassini fizeram com que os cientistas quisessem mais e agora mostram-se desesperados para voltar à lua de Saturno para investigar as grandes piscinas de metano, etano, propano e provavelmente outros tipos de compostos de hidrocarbonetos.

O TIME está já em estudo há dois anos e prevê-se que seja uma missão barata: dentro dos 280 mil euros. Poderá ser lançado em Janeiro de 2016 e fazer uns voos entre a Terra e Júpiter para acumular a energia gravitacional que precisa para seguir até Saturno.

O “barco” tem a sua chegada à lua de Saturno perto de Junho de 2023.

por BRUNO ABREU in “Diário de Notícias

~ por aia2009 em 25 de Dezembro de 2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: